Notícias

DENÚNCIA

Pediatria do HU Aracaju oferece risco de Covid 19 para trabalhadores e pacientes

Data de Publicação: 18/05/2020

Servidoras e servidores do Hospital Universitário de Aracaju (HU-UFS) denunciam a ausência de condições de trabalho e atendimento no setor da Pediatria. De acordo com relatos que chegaram ao sindicato, pacientes infantis com suspeita de Covid 19 estão sendo acolhidos em ala comum. Além disso os acompanhantes dos pacientes não usam ou recebem máscaras, o que agrava o risco de contaminação na unidade.

“A gente não tem suporte nenhum. Não recebemos o treinamento para acolhimento de pacientes com Covid 19, não recebemos o adicional de insalubridade no grau máximo e nos faltam Equipamentos de Proteção Individual (EPI)”, afirma uma servidora. Para ouvir o relato na íntegra, clique aqui.

Além da ausência de testagens em trabalhadores, residentes e paciente suspeitos, o leito de isolamento para pacientes não apresenta qualquer condição de instalação. Além de minúsculo, o espaço não tem ventilação, sistema de pressão negativa, filtro adequado, banheiro, espaço para paramentação e desparamentação, critérios necessários para um leito de isolamento hospitalar.

Sala de isolamento sem ar-condicionado, sem pressão ou filtro, critérios necessários para o ambiente.
Sala de isolamento sem ar-condicionado, sem press ou filtro, critios necessios para o ambiente.

“Agora temos que ficar nessa salinha porque não tem EPI, não tem estrutura física pra gente ficar do lado de fora. Uma salinha pequena, sem ar-condicionado. Querem que a gente fique sentado numa área totalmente contaminada e insalubre”, relata uma trabalhadora. Para ouvir o relato na íntegra, clique aqui.

O Hospital Universitário de Aracaju é alvo de uma série de denúncias que chegam ao sindicato desde o início da pandemia do Covid 19, algumas delas expostas no Dossiê Especial publicado na última semana. Os relatos seguem no anonimato a fim de evitar represálias por parte a administração do Hospital.

RETALIAÇÃO E RISCO

Nesta semana a administração hospitalar está convocando todos os funcionários e funcionárias que estavam trabalhando em escala de rodízio, para setores que sequer estão em contato direto com pacientes ou trabalham com atendimento, portanto, serviços não essenciais aos trabalhos do Hospital. Acontece que as instalações do HU não gozam de estrutura suficiente para respeitar o distanciamento social com o quadro completo de servidores e servidoras, o que aumenta ainda mais o risco de contaminação.  No entendimento do Sintufs, esta convocatória é uma retaliação direta às denúncias organizadas pelo sindicato nas últimas semanas.

Não admitiremos qualquer retaliação aos servidores e servidoras do HU, estes que usam do movimento legítimo de reivindicar melhores condições de trabalho e alojamento para trabalhadores , residentes e pacientes. O Sintufs espera que as providências cabíveis sejam adotadas e a integridade de funcionários e funcionárias do HU seja preservada.

Assessoria de Comunicação

Jornalista Responsável: Henrique Maynart

Registro Profissional - MTE 2276