Notícias

SOLIDARIEDADE

Quase 30 entidades assinam moção de solidariedade contra golpe na UFS

Data de Publicação: 21/07/2020

Entidades representativas de diversas categorias e setores assinam a moção de solidariedade aos trabalhadores técnico-administrativos e à comunidade acadêmica da UFS, em virtude do golpe orquestrado contra a democracia na UFS no último dia 15 de julho.

São entidades representantes de estudantes da Graduação e Pós-graduação, representantes de trabalhadores da Educação de diversas universidades país afora, sindicatos de base de diversas categorias, conselhos profissionais, federações e centrais sindicais.  A luta em defesa da Consulta Pública ainda promete muitos capítulos. Leia a moção na íntegra logo abaixo.

GOLPE NA ESCOLHA DE REITORIA DA UFS

Moção de Solidariedade aos Trabalhadores Técnico-administrativos da UFS e à toda a comunidade acadêmica

As entidades representativas dos técnico-administrativos, parlamentares, centrais sindicais, partidos políticos, movimentos sociais, coletivos, unem-se em solidariedade à comunidade universitária da Universidade Federal de Sergipe diante do golpe orquestrado pela Reitoria que sepultou a democracia ao ignorar a Consulta Pública em andamento e realizar uma votação indireta que culminou na escolha de membros do grupo político do Reitor que não estavam inscritos no processo nem participaram dos debates de propostas com a comunidade.

Trinte e seis anos de escolha democrática e paritária da Reitoria e Vice na Universidade Federal de Sergipe (UFS) foram jogados no lixo em menos de 3h de uma sessão caótica e repleta de erros procedimentais e arbitrariedades. Mesmo em meio a protestos de diversos setores da UFS e das entidades representantes da comunidade acadêmica, o reitor Ângelo Antoniolli deu segmento ao Colégio Eleitoral Especial através da Plataforma Google Meet e transmitido pelo Youtube, sem garantir a participação ampla da comunidade na sessão.

Mesmo frente a uma série de protestos e manifestações públicas de indignação por parte dos Conselheiros e Conselheiras (além da comunidade no chat do Youtube), o debate das candidaturas não foi sequer garantido. Em uma sessão conturbada com sérios indícios de irregularidades, Valter Joviniano e Rosalvo Ferreira, foram indicados para Reitoria e Vice por 37 votos, ou seja, não contando sequer com a maioria simples do Colégio, formado por 82 membros. A ata de eleição não foi apreciada e votada pelos Conselheiros e Conselheiras, ficando indefinido seu conteúdo e sua aprovação.

As entidades componentes da comunidade acadêmica e a Comissão Eleitoral já indicaram que não aceitarão o resultado deste colégio por se tratar de um pleito ilegítimo, que fere de morte os mecanismos de democracia direta em curso na instituição. A defesa e o respeito à Consulta Pública, assim como feito por outras universidades como UFPI e UFPA que disponibilizaram os sistemas online de votação da instituição, continuará sendo defendida pelas entidades representativas, buscando-se todos os esforços para que tenha seguimento e a sua devida conclusão.

 

Assim, repudiamos veementemente o resultado da eleição indireta para Reitoria e Vice-Reitoria da UFS e defendemos que Conselheiros e Conselheiras que tal "ata" não seja assinada pelos membros que tiveram suas propostas e manifestações ignoradas e silenciadas, sendo anulada por consequência.

NÃO ACEITAREMOS ESSE GOLPE! ELEIÇÃO SEM CONSULTA É GOLPE!

 

15 de julho de 2020.

Assinam a moção:

1 - SINTUFS (Sindicato dos Trabalhadores Técnico-administrativos em Educação da Universidade Federal de Sergipe)

2 - DCE (Diretório Central dos Estudantes da Universidade Federal de Sergipe)

3 - APG-UFS (Associação de Pós-graduandos da Universidade Federal de Sergipe)

4 - ADUFS (Associação pdos Docentes da Universidade Federal de Sergipe)

5 - SINASEFE Sergipe (Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica de Sergipe)

6 - CTB Sergipe (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras de Sergipe)

7 - CUT Sergipe (Central Única dos Trabalhadores)

8 - SINDIMINAS Sergipe (Sindicato dos Trabalho na Indústria de Propecção, Pesquisa, Extração e Benefixiamento de Minerais do Estado de Sergipe)

9 - SINDTIC Sergipe (Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Tecnologia da Informacao e Comunicacao de Dados do Estado de Sergipe)

10 - SINDOMESTICO (Sindicato das Trabalhadoras e Trabalhadores Domésticos de Sergipe)

11 - SINDIJOR (Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Sergipe)

12 - SINTESE (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica do Estado de Sergipe)

13 - SINDISCOSE (Sindicato dos Servidores em Conselhos e Ordens de Fiscalização Profissional nas Entidades e Afins do Estado de Sergipe)

14 - FETAM Sergipe (Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal)

15 - SINDACSEI (Sindicato dos Agentes de Endemia do Município de Itabaiana)

16 - ASSUFRGS (Sindicato dos Técnico-Administrativos em Educação da UFRGS, UFCSPA e IFRS)

17 - SINDASSE (Sindicato dos Assistentes Sociais do Estado de Sergipe)

18 - SINDIJUS (Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário do Estado de Sergipe)

19 - SINDINUTRISE (Sindicato de Nutricionistas e Técnicos de Nutrição de Sergipe)

20 - Afronte!

21 - Coletivo Danielle Bispo

22 - SEESE (Sindicato dos Enfermeiros do Estado de Sergipe)

23 - ABG Seção Local Aracaju (Associação dos Geógrafos Brasileiros Seção Local Aracaju)

24 - ABEPSS (Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social)

25 - ASSIBGE-SN , Núcleo Sergipe (Sindicato Nacional dos Trabalhadores em Fundações Públicas Federais de Geografia e Estatísticas)

26 - SINDICAGESE (Sindicato Profissional dos Trabalhadores nas Indústrias do Cimento, Cal e Gesso dos Municípios de Aracaju, Itabaiana, Itabaianinha, Laranjeiras, Maruim, Nossa Senhora do Socorro, Pacatuba, Siriri e Simão Dias no Estado de Sergipe)

27 - CRESS-Sergipe (Conselho Regional de Serviço Social)

28 - SINTUFSC (Sindicato de Trabalhadores em Educação das Instituições Públicas de Ensino Superior do Estado de Santa Catarina)