Notícias

FORA BOLSONARO

Uma manifestação no último sábado de maio

Data de Publicação: 06/06/2021

Sábado, 29 de maio de 2021. Cerca de 1.500 pessoas espremeram o chão do Mercado de Aracaju com a sola dos pés para exigir a saída do presidente Jair Bolsonaro. Máscaras, álcool em gel,  faceshield e piso marcado: cada um no seu quadrado para gritar “Fora Bolsonaro” com todos os protocolos de biossegurança no bolso.

Aracaju é uma das 187 cidades marcadas para abraçar manifestações públicas em favor do impeachment do presidente, e nem os pombos do Mercado Thales Ferraz tiveram coragem de descumprir o distanciamento social.

Juntos, juntas e juntes, mesmo distantes. Com uma encenação de um presidente encarcerado numa jaula de madeira e puxada por um jegue, o ato foi organizado pelas centrais sindicais, movimentos sociais e populares. Mulheres, LGBT´s, ocupações de moradia, militantes sindicais, estudantes, ativistas, caminharam sob o sol castigador de Aracaju do vão dos mercados em direção à Avenida Visconde de Maracaju.

A manifestação seguiu zelosa mesmo que animada, temerosa das mais de 450 mil mortes por Coronavírus no país, serpenteando o asfalto da capital sergipana em dois fios de linha indiana entrecortados por faixas, bandeiras, cartazes, carros de som e uma água pra driblar a sede.

Uma hostilidade ou outra de apoiadores do presidente, devidamente abafados pelas manifestações de apoio por parte de quem passava pela manifestação que teve seu desfecho às 10h47min de sábado. De saldo destacam-se o calor e a expectativa para o próximo evento.

Uma manifestação atrás do outra, sem dó nem perdão. Até que “ele” caia de maduro.