Notícias

HOSPITAL UNIVERSITÁRIO

SINTUFS pauta auditoria da EBSERH em audiência com reitor

Data de Publicação: 09/11/2022

Na última terça-feira, 8, a Coordenação do SINTUFS esteve em audiência com o reitor da UFS, Valter Santana, no Campus São Cristóvão. Acompanhados de uma comissão de trabalhadoras e trabalhadores do Hospital Universitário de Aracaju, o sindicato buscou respostas sobre a auditoria interna realizada no HU por representantes da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), dentre uma série de reivindicações das funcionárias e funcionários que trabalham em Regime Jurídico Único, o RJU.

Dentre os pontos abordados na auditoria, destacam-se a flexibilização de carga horária, os acordos com as chefias, a compatibilidade de horários com trabalhadores de duplo vínculo, o registro de frequência dos RJU´s, dentre outros pontos. “Para nós há um conflito de competência claro, não é a EBSERH quem deve reger questões referentes aos RJU´s, e sim a Progep. Trabalhador da UFS deve ser regido por instâncias da UFS”, afirmou Gentil Melo, coordenador Geral do SINTUFS.

A administração da UFS alegou não ter ciência da auditoria realizada pela EBSERH e se comprometeu com parte das reivindicações apresentadas. “Fizemos uma boa reunião, a resposta por parte da Administração foi importante para nós neste momento, seguiremos com as reivindicações”, completou Gentil.

Compuseram a comissão Gentil Melo e Izabela Travassos, pela Coordenação do SINTUFS, e Andréa Almeida, Atamário Cordeiro, Rosa Prado e Alexsandra Menezes, representando os RJU´s do Hospital. Pela administração da UFS compareceram além do reitor Valter Santana, a pró-reitora de Gestão de Pessoas, Thais Ettinger, e o coordenador do DAAS, Inácio Loyola.

Segue abaixo os compromissos firmados em audiência:

1.Formalizar a apresentação da Superintêndencia do HU/UFS aos trabalhadores em reunião previamente marcada;

2.Manter vigente a Portaria nº 1686 de 04/08/2011, que define a jornada de trabalho no HU, até emissão de nova portaria que se encontra em tramitação na PROGEP e demais setores competentes, sob número de processo 23113.047407/2022-77;

3.Averiguar com a auditoria nacional o conteúdo da auditoria realizada no HU, que teve foco nos RJU´S.

4.Promover os meios para melhoria das ambiências no HU;

5.Manter aberto canal de diálogo entre os trabalhadores, a reitoria, superintendência com vistas a melhorias nas relações de trabalho;

6.A PROGEP está analisando a situação dos médicos lotados no HU para justificar atividades de preceptoria;

7. O procedimento adotado pela EBSERH de auditoria em nada altera o que foi pactuado entre a Reitoria e os trabalhadores e trabalhadoras do HU/RJU;

8. Que a edição da portaria nominalmente relacionando a flexibilização de carga horária em hipótese alguma caracteriza a cessão destes servidores.

P.S: O SINTUFS também informa houve resposta das chefias a Superintendência do HU/UFS em relação ao processo SEI de número 23530.014158/2022-98.