Notícias

TERCEIRIZADOS

Empresas terceirizadas novamente atrasam pagamentos a trabalhadores da UFS

Data de Publicação: 24/08/2017

Em mais um exemplo da delicada situação financeira da universidade, novamente os trabalhadores da UFS vinculados às empresas terceirizadas estão com o Auxílio Aimentação em atraso desde o último dia 20. De acordo com o Escritóriode Fiscalização de Contratos (Efiscon), a Próreitoria de Administração (Proad) e o Departamento Financeiro já foram notificados.

A PROAD informou que três empresas estão devendo a apresentação das folhas de pagamento dos funcionários para poder receber o repasse financeiro da universidade.Duas das empresas com atraso encontram-se com as folhas de junho e julho em aberto. Uma destas não encaminha os documentos obrigatórios para a UFS desde o mês de maio e, por isso, também está sem receber os recursos. Funcionários alegam que ainda não receberam o auxílio alimentação dos meses de julho e agosto e ao que tudo indica o atraso no envio da folha de pagamento à UFS se deve, justamente, ao atraso no pagamento do INSS e FGTS dos trabalhadores pelas empresas.

Quanto à terceira empresa, que não possui atraso na emissão dos comprovantes de despesa de pessoal, a PROAD admite que a UFS não possui recursos para pagar os serviços prestados nesse momento. Ao contrário do que parte da administração da UFS vem afirmando sobre o controle das contas diante da falta de recursos, o Pró-reitor de Administração confirma que os repasses do MEC em parcelas está sim dificultando o cumprimento dos compromissos financeiros da Instituição.

Diante dessa situação, o SINTUFS irá acionar o Ministério Público do Trabalho (MPT) para que novamente sejam utilizados recursos do Fundo de Reserva dos Contratos com as empresas para pagamentos do auxílio alimentação desses trabalhadores. Já é a segunda vez este ano que o Sindicato aciona o MPT para intervir nas relações de trabalho das empresas terceirizadas. Em maio deste ano foi denunciado o atraso no pagamento salarial por essas mesmas empresas. Diante disso, SINTUFS vai continuar insistindo que os pagamentos sejam feitos pela universidade diretamente na conta bancária dos trabalhadores independentemente do seu vínculo.

Orientamos aos trabalhadores vinculados às empresas terceirizadas que permaneçam em estado de a contra esses ataques. Procurem o SINTUFS sempre que seu direito estiver ameaçado. Somos todas e todos trabalhadores da UFS! A luta continua: Nenhum direito a menos!

 

EDIÇÃO
Na noite de quinta, dia 24, um comunicado foi enviado aos trabalhadores da Real Service conforme reproduzido abaixo. O Sintufs permanece mobilizado ao lado de trabalhadores e trabalhadoras das empresas terceirizadas até a total efetivação do direito básico a receber em dia os pagamentos de salários e outros benefícios. Este sindicato continuará acompanhando a situação até que todas as empresas quitem seus atuais débitos com os funcionários. Confira a nota:

"AVISO!
A EMPRESA REAL SERVICE, COMUNICA A TODOS OS FUNCIONÁRIOS QUE O TICKET ALIMENTAÇÃO JÁ ESTÁ LANÇADO NO SISTEMA PARA O DIA 28/08/2017, DESDE JÁ PEDE DESCULPAS PELO ATRASO, E DESEJA UMA BOA NOITE A TODOS OS FUNCIONÁRIOS QUE FAZEM PARTE DESTA EMPRESA."