Notícias

DIREITO À LUTA

Moção de Repúdio denuncia perseguição aos que lutam e ao movimento sindical

Data de Publicação: 10/10/2017

Os Trabalhadores Técnico-Administrativos em Educação da Universidade Federal de Sergipe reunidos em Assembleia Geral Extraordinária ocorrida no dia 10 de outubro de 2017 aprovaram moção de repúdio contra a perseguição, retaliação e opressão seja de cunho político ou administrativo a lideranças sindicais.

Vivenciamos uma onda de ataques do governo ilegítimo de Michel Temer, onde as políticas públicas e o funcionalismo correm sérios riscos de serem extintos. Diante dessa lógica, faz-se necessário que o movimento sindical seja cada vez mais fortalecido para defender os direitos da classe trabalhadora. É inaceitável que numa instituição de ensino superior caracterizada pela construção do pensamento crítico e reflexivo seja conivente com atos antissindicais que venham a inibir, limitar ou constranger os dirigentes sindicais.

Somos contra discriminação ao movimento sindical!
Não iremos nos calar!
Contra o fim da perseguição para aqueles que lutam!
Lutar não é crime!
Mexeu com um, mexeu com todos!
Nenhum direito a menos!