Notícias

JURÍDICO

Justiça Federal solicita dados de alguns participantes da ação dos 3,17%

Data de Publicação: 25/04/2018

A Justiça Federal solicitou dados como CPF e data de nascimento de alguns participantes do processo n° 0005970-21.1997.4.05.8500, mais conhecido como a ação dos 3,17%. Baseado na lista enviada pelo advogado responsável pela causa, Dr. Daniel Plácido, o Sintufs oficiou o Departamento de Pessoal (DP) da UFS solicitando tais informações a fim de cumprir a determinação judicial. 

A coordenadora de assuntos Jurídicos do sindicato, Marília Cavalcante, chama a atenção para o fato de que essa lista ainda não é para pagamento, apenas para coleta de dados cadastrais requisitados pelo juiz. "Nesse momento inicial, estamos buscando junto ao DP essas informações  que nos foram requisitadas para futura emissão da Requisição de Pequeno Valor (RPV). Não se sabe quando a liberação dos respectivos valores irá acontecer, mas estaremos atentos para informar à base assim que a assessoria jurídica for notificada", explica.

Mais informações podem ser obtidas junto à coordenação de Assuntos Jurídicos do Sintufs, com as coordenadoras Marília Cavalcante e Kézia Lima, pelo email juridicosintufs@gmail.com e pelo telefone 3257-1391.

ENTENDENDO O PROCESSO DOS 3,17%
No momento da implementação do Plano Real, nos anos 90, houve uma distorção nos valores recebidos pelos trabalhadores em relação ao Índice de Preços ao Consumidor Real (IPC-R), que foi apurado entre julho de 94 a janeiro de 95. Na ocasião, o valor pago pelo Governo Federal foi abaixo do índice registrado no período - 25,14% é o índice real diante de 22,07% reconhecidos erroneamente pela União - e esses 3,17%, portanto são um resíduo dessa inflação que deveria ter sido reposta integralmente aos servidores públicos federais.

Leia também:
Ação Judicial dos 3,17% começa finalmente a ser paga aos trabalhadores da UFS

Estelionatários tentam aplicar golpe em requerentes da ação judicial dos 3,17%