Notícias

CONTRA A LGBTFOBIA

Nota de Solidariedade do SINTUFS à companheira de luta Linda Brasil

Data de Publicação: 27/08/2018

O Sindicato dos Trabalhadores Técnico-administrativos em Educação da Universidade Federal de Sergipe vem a público manifestar solidariedade à militante e ativista LGBT, Linda Brasil - estudante de mestrado da UFS -, pelos ataques desrespeitosos e preconceituosos proferidos em rede social.

Tais ataques foram proferidos em um perfil privado do Instagram que fazia a divulgação de debate online que ocorreria entre candidatas às eleições 2018, com o tema “Mulheres na Política” - tema que está devidamente colocado em pauta diante das discussões de nosso tempo, tendo em vista a ampliação do conhecimento acerca do necessário debate de gênero e diversidade. Linda Brasil é MULHER trans e teve sua dignidade atacada na rede social por pessoas que acreditam no ultrapassado binarismo e defendem a cisnormatividade (em que pessoas só podem ser definidas como homem ou mulher de acordo com o gênero do seu nascimento). Essas pessoas acreditam que suas crenças pessoais e morais estão acima da lei e que a “liberdade de expressão” pode ser utilizada como justificativa para desrespeitar o outro de forma deliberada. 

Desde 2016 se reconhece no Brasil a identidade de gênero de pessoas travestis e transsexuais, indicando que tais pessoas sejam tratadas pelo seu nome social. Não há desculpa para tamanho preconceito, discriminação e desrespeito e isso se caracteriza como TRANSFOBIA! Por isso, defendemos a criminalização de toda forma de violência LGBT. Precisamos de leis que venham coibir práticas que atentam à dignidade humana de todas as pessoas!

Desta forma, ratificamos nossa posição de apoio e solidariedade a Linda Brasil, sobretudo, em tempos de avanço do conservadorismo, do machismo, da homofobia e da onda fascista no país, que tem perpetuado o ódio sobre aqueles que historicamente representaram a parcela oprimida da nossa sociedade. Não podemos tolerar qualquer forma de incitação ou efetivação de violência contra a população LGBT.

Nenhum direito a menos!

São Cristóvão, 24 de agosto de 2018.

SINTUFS
A luta continua!