Notícias

ASSEMBLEIA

RELATO DE UMA ASSEMBLEIA DE DEZEMBRO

Data de Publicação: 03/12/2018

Segunda de sol e gogó. A assembleia dos servidores técnico-administrativos de dezembro caiu no colo de uma tarde ensolarada para discussões e deliberações da categoria. Reunidos no auditório da Didática V, Campus São Cristóvão, a partir das 14h, os trabalhadores da Universidade Federal de Sergipe (UFS) discutiram o rumo de suas vidas e da educação pública. A assembleia fora convocada no turno da tarde atendendo parte de reivindicação da base pelo critério de alternância de turnos, já que a grande maioria das assembleias é convocada no período da manhã.

- INFORMES DE COORDENAÇÃO

SEXTA DO CHORINHO - No dia 7 de dezembro, nesta sexta, ocorre a atividade cultural intitulada “Sexta do Chorinho”. A atividade é aberta para toda a categoria, com prioridade aos servidores aposentados. O chorinho será animada pelo grupo “ Movimento do Choro Sergipano”, e tem início às 17h na sede social do sindicato, localizado na Avenida Governador João Alves Filho, nº 547, Jardim Rosa Elze.

CONFRATERNIZAÇÃO DE NATAL - Se é samba que eles querem, lá vai. No dia 21 de dezembro ocorre a Confraternização de Natal do Sintufs. A atividade tem início a partir das 12h, na sede do sindicato, e contará com a presença do grupo “Samba de Moça Só”, seguido de um churrasco e muita animação.

INTIMAÇÃO NA POLÍCIA CIVIL – Na última sexta-feira (1) a Universidade Federal de Sergipe recebeu, através do gabinete do reitor Ângelo Antoniolli, uma intimação para os professores Airton de Paula e Romero Venâncio (dirigentes da Adufs) e Fábio dos Santos (coordenador geral do Sintufs) prestar esclarecimentos na Polícia Civil no dia 9 de janeiro, às 9 horas. Não se sabe ao certo o conteúdo e a motivação da intimação. A assessoria jurídica do sindicato já foi acionada e o conjunto da militância deve estar atento para os próximos desdobramentos.

Na oportunidade também foi apresentada a chapa “Somos a Resistência- A luta continua”, eleita nos dias 27 e 28 de novembro com 301 votos na base, que assumirá a gestão do Sintufs no período 2019-2020.   

ANÁLISE DE CONJUNTURA

As novidades da equipe de transição do presidente eleito Jair Bolsonaro ocuparam o centro da análise de conjuntura. Pautas sobre o retrocesso nas pautas socioambientais, a escolha do colombiano Velez Velasques para o MEC, o fim do Ministério do Trabalho anunciado hoje, o avanço do projeto Escola Sem Partido e articulações dentro da própria UFS deram o tom da análise, que em geral apontou para ações de unidade dos setores progressistas pela base dos servidores da UFS em particular e dos trabalhadores em geral. Aspectos sobre o processo de composição das últimas eleições do Sintufs foram discutidos, além do caráter da próxima CIS e a defesa do Plano de Carreira, Cargos e Salários da categoria. Também foi apontada a necessidade de ampliar a assessoria jurídica para questões da alçada criminal, a fim de resistir aos ataques no campo institucional.

ESCOLHA DOS DELEGADOS DA PLENÁRIA DA FASUBRA

Às 15h26, a assembleia discutiu a escolha para os delegados da ultima plenária da Fasubra, entre os dias 7 e 9 de dezembro. A plenária que discutirá ações para os 40 anos da unidade, análise de conjuntura e planejamento das próximas ações da federação para o ano de 2019. A Coordenação da Mulher Trabalhadora da Fasubra aproveitou a oportunidade da plenária para organizar, no dia 10 de dezembro, junto às delegadas da plenária para discutir e preparar o primeiro Encontro das Mulheres da federação.

A Coordenação Executiva do Sintufs indicou o nome da coordenadora de Políticas Sociais, Taira Cris, para participar da atividade, além de orientar a assembleia que só seja escolhida uma pessoa da base ao invés de 3 – tal como prevê o estatuto da Fasubra - e que esta escolhida para participar da plenária seja uma mulher, sob justificativa de contenção de despesas, em meio a tantas atividades políticas e culturais em curso no final de ano. Não houve consenso na proposta, já que setores alegaram que o número de indicados pela assembleia deve ser o maior possível de delegados pela base, em detrimento da conjuntura adversa e da necessidade de ampla participação da base.

Após um breve debate, a Coordenação Executiva apresentou uma nova proposta de escolha de duas delegadas escolhidas pela base. Em chapa única, a assembleia escolheu as servidoras Maria Neris dos Santos e Juliana Cordeiro como delegadas, além da indicada pela Coordenação Executiva, Taira Cris.

ELEIÇÕES DA CIS

A categoria também escolheu a Comissão Eleitoral para a Comissão Eleitoral para escolha dos representantes da Comissão Interna de Supervisão (CIS), responsável por discutir e deliberar questões referentes ao Plano de Carreiras, Cargos e Salários da categoria (PCCTAE) já que a gestão dos atuais representantes expira em janeiro de 2019. Os nomes de Wagner Vieira e Sueli José Pereira Correia, ambos do Campus do Sertão, foram escolhidos. O edital de convocação será publicado nos próximos dias.

PROPOSTA DE CONVÊNIO COM O BOOM CARD

Este ponto contou com a presença do representante da empresa Boom Card Sergipe, Danilo Barreto. A empresa organiza benefícios e descontos em uma série de produtos e serviços no país. A proposta surgiu a partir de experiências similares com demais sindicatos, como o Sinasefe, Sindsprev e Sindiscose. De acordo com a proposta apresentada, o convênio tem o custo de R$ 890,00 para o sindicato, a despesa não seria repassada aos filiados. Com o convênio, os filiados teriam acesso a descontos que variam de 10% a 70% em restaurantes, cinemas, livrarias, farmácias, academias, hotéis, dentre estabelecimentos fixos e provisórios. Os filiados teriam acesso a um cartão e uma plataforma digital para acesso aos produtos e benefícios. Após uma série de inscrições para dirimir dúvidas, a assembleia decidiu por 16 votos favoráveis, 1 voto contrário e 6 abstenções pela adesão ao convênio, em caráter experimental.

O QUE OCORREU

No ponto “o que ocorrer”, a categoria aprovou a articulação e agenda conjunta com Adufs, Sinasefe e DCE-UFS para o Dia Nacional de Mobilização em Defesa da Educação Pública, prevista para o dia 5 de dezembro, nesta quarta-feira.  Também foi aprovada uma ação de mobilização no dia 9 de janeiro, data prevista para a prestação de esclarecimentos dos militantes Airton de Paula e Romero Venancio (Adufs) e Fábio dos Santos (Sintufs) na Polícia Civil, além de uma posição de repúdio por parte da Universidade no Conselho Superior (Consu) e uma assembleia conjunta entre servidores e professores da universidade para discutir o caso.