Notícias

NATAL COM FOME NO HU

TRABALHADORES PROTESTAM NA PORTA DO HU

Data de Publicação: 26/12/2018

Pressionada, Superintendência da EBSERH recebe comissão do sindicato. Negociação não avança

Após pressão da campanha “NATAL COM FOME NO HU” e o ato público realizado na porta do Hospital Universitário na manhã de quarta-feira (26), a superintendente da Ebserh - empresa responsável pela administração do HU - Angela Silva, recebeu a Coordenação Executiva do Sintufs para discutir a suspensão da alimentação fornecida aos funcionários da Unidade em regime de plantão. “Só queriam nos receber em janeiro de 2019, estamos conversando hoje, ao menos isso”, afirmou Fábio Santos, coordenador geral do Sintufs.

A Superintendência argumentou que a decisão de suspender a alimentação partiu de determinação do Tribunal de Contas da União (TCU) há cerca de oito meses, referendada por deliberação do Conselho Superior da UFS em 18 de dezembro para todo o sistema de refeitórios da instituição, em suspender a alimentação subsidiada aos funcionários técnico-administrativos da UFS. A Coordenação Executiva do Sintufs discorda do entendimento da Ebserh, já que o HU não faria parte do sistema de refeitórios da Universidade. “Os recursos do refeitório do HU vêm do SUS, o do Restaurante Universitário vem do PNAES, que é o Programa Nacional de Assistência Estudantil. Dinheiro da saúde pública deve ser usado para alimentação dos trabalhadores da saúde sim, porque os médicos, enfermeiros, técnicos e demais profissionais do plantão não podem sair da Unidade”, afirmam.

A Coordenação do sindicato alega ausência de trato e diálogo por parte da Superintendência para encaminhar o conflito. “Se os órgãos de controle já vinham notificando a administração do hospital há oito meses, por que nunca no chamaram pra conversar, pra colocar a questão? Sequer notificaram corretamente os cerca de 150 funcionários do HU que trabalham em plantão”, declarou Fábio.

A equipe da Superintendência reconheceu a falha na comunicação com os servidores do Hospital, atribuindo o fato ao excesso de fiscalização dos órgãos de controle, que tem retirado cada vez mais a autonomia na administração dos órgãos públicos.

Após o encerramento da reunião às 10h50 desta quarta, o Sintufs informa que levará a questão diretamente ao reitor da instituição, Ângelo Antoniolli, nos próximos dias. A campanha “NATAL COM FOME NO HU” e as mobilizações devem seguir no mesmo ritmo tanto nas redes sociais quanto nas instalações do HU.