Notícias

ASSEMBLEIA

A primeira assembleia de 2019

Data de Publicação: 25/01/2019

Plenária de janeiro discute planos de saúde, elege delegados para plenária da Fasubra e encaminha ato contra Instrução Normativa e pelas 30 horas

Na manhã ensolarada de sexta-feira (25), os trabalhadores técnico-administrativos da Universidade Federal de Sergipe (UFS) se reuniram em assembleia no Auditório do Departamento de Geografia, no CECH 2, Campus São Cristóvão. Em pauta os planos de saúde da categoria - o reajuste da Unimed e a proposta de adesão à Plamed – a tiragem de delegados e delegadas para a Plenária Nacional da Fasubra, o ato contra a Instrução Normativa 02/2018, dentre o que ocorresse. Veja as imagens da assembleia na página do Sintufs no Facebook clicando aqui.

Reajuste da UNIMED rejeitado: Após algumas rodadas de negociação, a Gerência de Negócios da Unimed apresentou um reajuste de 31% no valor dos planos, o valor de 19,9% nos valores de coparticipação, os preços dos exames, consultas eletivas e de urgência no percentual de 40% com o limite de R$ 100, 00, além de estabelecer o valor de R$ 100,00 na internação.  O Sintufs é conveniado à Unimed há cerca de duas décadas, arrecadando dos servidores técnico-administrativos uma média de R$ 500 mil reais mensais, cerca de R$ 6 milhões ao ano, tendo em vista que não houve reajuste salarial para a categoria nos anos de 2017 e 2018. Levando em conta estes aspectos, a assembleia rejeitou por maioria de votos, contando quatro abstenções, a proposta de reajuste e abrir nova negociação, não aceitando um reajuste maior que 20% do valor. A plenária também previu uma nova assembleia para discutir o ponto a ser convocada pela Coordenação Executiva, desta vez com a presença de representantes da Unimed para expor a tabela de custos e justificativa da empresa.

Apresentação da Plamed: A assembleia também convidou a corretora responsável por apresentar uma proposta da empresa Plamed. Os servidores puderam tirar dúvidas acerca do plano, das propostas e valores. A partir de um montante de 300 pessoas, entre titulares e dependentes, a corretora apresentou um pacote no valor de R$ 200, e optou por amadurecer a proposta.

Plenária da Fasubra: A assembleia definiu os delegados da Plenária Nacional da Fasubra, que ocorrerá nos dias 15, 16 e 17 de fevereiro em Brasília. A plenária nacional deve discutir a conjuntura nacional e internacional, a luta pela ampliação da flexibilização da jornada para 30 horas semanais, a campanha salarial de 2019 e as movimentações contra a nova Reforma da Previdência apresentada pelo Governo Bolsonaro. Eleito por maioria dos votos contra quatro votos contrários e duas abstenções, foram eleitos dois delegados para a Plenária Nacional. Juliana Cordeiro, coordenadora geral do Sintufs, foi indicada pela Coordenação Executiva. A chapa organizada pelos servidores Hidelbrando, Cecília, Sueli, Filipe, Kléber, Fábio, Bryanne e Leina teve maioria dos votos e deve indicar o segundo delegado na plenária.

Ato contra a Instrução Normativa nº 02/2018 A assembleia também aprovou, por indicação da Fasubra, uma manifestação no dia 6 de fevereiro na Reitoria da UFS contra a Instrução Normativa 02/2018 – documento que estabelece uma série de ataques às atividades sindicais, limita a carga horária de atestados médicos, dentre uma série de afrontas à autonomia universitária -  e pela ampliação da jornada de 30 horas na universidade.

O que ocorreu: Os técnico-administrativos aprovaram uma Moção de solidariedade ao deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ), que vem sofrendo ameaças de morte desde o ano passado e, diante da omissão do Estado Brasileiro e da Polícia Federal quanto à sua segurança, optou pelo autoexílio na tarde desta quinta-feira (24). A assembleia também emitiu um cumprimento ao deputado David Miranda, que assumirá o mandato no lugar de Jean, e reforçou as exigências ao Judiciário, Polícia Federal e Ministério Público quanto às investigações do assassinato da vereadora Marielle Franco, em março de 2018.