Notícias

CULTURA

Mostra Egbé destaca cinema negro e descolonização do olhar

Data de Publicação: 09/04/2019

Fonte: Adufs

Descolonizar, diz o verbete, é o ato de acabar com a colonização de país, território ou povo. Ou ainda, no caso do cinema, do olhar. Essa é a proposta da 4ª edição da Mostra de Cinema Negro de Sergipe (Egbé), que acontece até 12 de abril no Centro Cultural de Aracaju e na Universidade Federal de Sergipe, com exibições diárias de filmes das 15h às 21h.

Nesta edição, a Egbé traz como tema justamente a ‘Descolonização do Olhar’, um chamado para o público conhecer o mundo por diversos pontos de vista, rompendo com olhares tradiconais do cinema.

Segundo os organizadores do evento, o principal objetivo da Egbé é proporcionar conhecimento cinematográfico e estimular a produção audiovisual de Sergipe, dando aos sergipanos acesso ao cinema negro.

Ao todo, serão exibidos 69 produções, entre curtas-metragens da seleção oficial do evento, além de filmes de longa-metragem convidados e curtas africanos. Entre as obras, estão os trabalhos da cineasta Everlane Moraes, homenageada nesta edição da Egbé.

Além da mostra, fazem parte do evento exposição de obras de artistas negros, feira do mangaio (feira de afroempreendedores) e apresentações musicais na abertura e encerramento. A entrada é gratuita para todas as sessões e programação completa pode ser encontrada nas páginas do Facebook e Instagram da Egbé.