Notícias

PREPARATIVO 30M

Plenária na UFS prepara mobilização contra ataques de Bolsonaro

Data de Publicação: 21/05/2019

Atividade pretende juntar trabalhadores, estudantes, organizações sindicais e populares para lutar contra os cortes e organizar as ruas para 30 de maio

Maio está longe de acabar. A única Universidade Pública de Sergipe foi convertida em um verdadeiro bunker da resistência democrática, plural e diversa na luta contra os cortes na Educação Pública, anunciadas pelo presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Educação, Abrahan Weintraub. No dia 24 de maio ocorrerá, no Hall da Reitoria do Campus UFS São Cristóvão a partir das 15h, uma grande plenária estudantil, sindical e popular para organizar mais um Dia Nacional de Mobilização, marcado para o dia 30 de maio.

A manifestação nacional foi convocada pela União Nacional dos Estudantes (UNE) e vem contando com a adesão de diversos setores da sociedade, dentro e fora do setor da Educação. A plenária foi acertada em uma reunião ocorrida na sede da CUT-SE, na manhã da última segunda-feira (20).  A reunião foi composta por centrais sindicais (CUT, CTB, CSP Conlutas e UGT), frentes de mobilização (Frente Povo Sem Medo e Frente Brasil Popular), partidos políticos, mandatos parlamentares e diversas organizações sindicais.

“É fundamental iniciar os preparativos pela Universidade Federal de Sergipe, pois é o polo mais dinâmico e mobilizado para as manifestações contra os ataques na Educação. Só na UFS a previsão é de 47% dos cortes, verbas de custeio que porão em xeque o salário dos terceirizados, os gastos em infraestrutura e os programas de Pós-graduação”, ressalta Fábio Farias, coordenador do Sintufs presente na reunião.

“Nós viemos fazendo o nosso dever de casa até aqui, conversando com a categoria, com os estudantes e a sociedade sobre os impactos destes ataques não só à Educação Pública, mas à democracia brasileira, a começar pela autonomia universitária. Esta plenária será fundamental para seguirmos no combate aos desmandos deste governo”, afirmou Juliana Cordeiro, coordenadora Geral do Sintufs.

A plenária sindical, estudantil e popular acontece às 15h desta sexta-feira (24) no Hall da Reitoria. Além da plenária, também foram definidas ações para a Greve Geral contra a Reforma da Previdência, prevista para o dia 14 de junho.